Aromaterapia para bebês e crianças

aromaterapia para crianças

A aromaterapia pode estar ao nosso lado em diversas situações, basta buscar um pouco de conhecimento e saber que existem variações nas indicações. Devem haver cuidados com a concentração nas diluições e algumas formas de uso indicadas, especialmente na aromaterapia para para bebês e crianças.

Podemos ver muitas indicações sendo passadas pela internet como se a aromaterapia, por ser natural, fosse também inofensiva, e não é o caso. Serio, gente! Eu quase tenho um treco quando vejo pessoas na internet indicando óleos essenciais sem esclarecer as formas de uso, sem verificar a individualidade de quem vai receber esse óleo, sem falar de diluição, sem citar restrições. Usa tomilho, usa sálvia… quase morro (risos).

Os óleos essenciais são grandes aliados para nós mamães no cuidado com nossos bebês e crianças, principalmente para quem busca uma forma mais natural de tratar os problemas mais comuns que passamos, tanto psicológicos como físicos. Trazem inúmeros benefícios, como calmantes, ansiolíticos, auxiliam o sono reparador, aumentam a atividade do sistema imunológico, trazem alegria e podem evitar o uso de medicamentos em vários casos.

 

O olfato dos bebês

Os bebês adoram cheiros e usam o olfato como um sentido muito importante. O bebê reconhece rapidamente o cheiro da mãe e se guia para encontrar o seio materno através do cheiro. Já notou que pode estar no quarto bem escuro que ele acha rapidamente onde está o bico do seio para mamar?

Com o uso da aromaterapia em bebês e crianças estamos formando uma memória olfativa positiva para eles, de calma, conforto e aconchego. Além disso, a forma de uso mais indicada é o óleo de massagem, pois garante a diluição adequada. A massagem também propicia o toque e a comunicação sensorial, fortalecendo o vínculo de quem faz a massagem com o bebê ou criança.

 

 

Formas de uso

As formas de uso de óleos essenciais mais indicadas para bebês e crianças são:

 

Difusor de ambiente

Encontramos difusores de ambiente de tomada e à vela, sendo mais indicado o de tomada, pois mantém a temperatura mais baixa e controlada. Devemos colocar 5 gotas do óleo essencial no difusor, preencher com água, e localizá-lo próximo à criança por volta de 5 minutos, de 1 a 3 vezes ao dia; ou à noite na hora de dormir.

 

Diluído em óleo vegetal

O olfato de bebês e crianças é mais sensível e a absorção pela pele também é maior, portanto deve-se observar as indicações de concentração. As formulações devem ser feitas em óleo 100% vegetal em baixa concentração, a depender do óleo essencial utilizado.

Veja nessa imagem as recomendações de concentração adequadas a cada idade, de acordo com as diretrizes de segurança em uso de óleos essenciais do Tisserand Institute. Fonte.

A diluição de 0,5% corresponde de 6 gotas de óleo essencial em 50ml de óleo vegetal.

A diluição de 1% corresponde de 11 gotas de óleo essencial em 50ml de óleo vegetal.

Podem ser usados vários óleos vegetais, por exemplo óleo de coco, oliva, girassol, gergelim. Observe sempre a boa procedência do óleo, e que seja virgem ou extra virgem, e prensado à frio. Não devem ser usados óleos minerais, pois eles impedem a boa penetração dos óleos essenciais na pele. O famoso óleo Johnson, por exemplo, é um óleo mineral.

 

Como começar a usar

Vamos falar agora de dois óleos essenciais que você pode adquirir para começar a se aventurar no mundo aromático com seu filho com segurança:

 

Óleo essencial de Lavanda (Lavandula angustifolia)

Esse é o primeiro da lista com certeza. Poderoso calmante, anti estresse, reduz ansiedade, atua contra insônia, proporciona sono profundo e restaurador, limpa as emoções negativas, traz leveza, harmonia e equilíbrio. É útil em casos de distúrbios do sono, quando a criança demora a dormir ou acorda muitas vezes durante a noite, terror noturno, insegurança, irritabilidade, choro excessivo, hiperatividade.

Além disso, no campo físico é excelente para qualquer questão na pele – assadura, queimadura, irritações, picada de inseto.

 

Óleo essencial de Laranja doce (Citrus sinensis)

A palavra chave da energia da laranja é alegria. Ela traz essa vibração, e atua positivamente em casos em que a crianças esteja triste, ou não tenha o entendimento da situação que vive como fases de mudanças bruscas e adaptações, onde se perde uma rotina pré-estabelecida à qual ela estava acostumada, como entrada na creche, separações, chegada de irmãos.

Deve ser usado no difusor de ambiente, pois, assim como os outros óleos essenciais cítricos, é fototóxico – caso a pele seja posteriormente exposta ao sol ocasiona queimaduras. Existe a versão LFC, que significa livre de furanocumarinas, que podem ser usadas em formulações para uso na pele.

 

Aproveite!

A aromaterapia pode ser tratamento preventivo, em longo prazo, paralelo e alternativo para desordens psicológicas, para o fortalecimento do sistema imunológico e diversas doenças como asma, bronquite, alergias respiratórias, dermatites. Para esses e outros usos procure a orientação de um aromaterapeuta qualificado.

Você pode também adquirir formulações já prontas ou preparadas por um aromaterapeuta. Dependendo do seu desejo e das suas possibilidades pode ser mais simples, prático e seguro do que adquirir os óleos essenciais, os óleos vegetais, as embalagens e etiquetas, em fornecedores diferentes e em quantidades quase sempre maiores do que você precisa.

A Fulô Aromaterapia e Cosmética Natural disponibiliza alguns produtos aqui na nossa loja virtual. E você também pode fazer uma encomenda ou marcar um atendimento para desenvolver uma sinergia personalizada para o seu pequeno.

 

Mari Moraes
Meu nome é Mariane Moraes, mas pode me chamar só de Mari. Tenho 37 anos e sou mãe da Serena. A algum tempo busco opções naturais para uma vida com mais saúde e bem estar, e quero compartilhar aqui com vocês algumas coisas legais que descobri nesse caminho. Tenho cursos e formações em aromaterapia, terapia floral, cosmética natural, ginecologia natural, doula, educadora perinatal. Também sou aprendiz de Theta Healing, estudo o sagrado feminino e a ginecologia natural. Fui produtora e gestora cultural por 12 anos. Sou pesquisadora e brincante das culturas populares tradicionais brasileiras. Feminista, sensível aos direitos humanos e das minorias. Contra qualquer discriminação ou discurso de ódio. A favor do acolhimento e da sororidade. Sempre buscando vibrar positividade e gratidão. Co-criadora e responsável pelos meus caminhos. Sou carioca, passei a minha infância em Miracema - interior do Estado do Rio, e hoje Moro em Macaé – RJ. Seja bem vind@!